Buscar
  • connectdata

Como mudar o cenário da baixa produtividade da construção civil

Não importa se a sua construtora trabalha com prédios residenciais ou comerciais, obras públicas ou outros tipos de projetos, a produtividade sempre será essencial para aumentar a lucratividade das construtoras e garantir os melhores resultados. Apesar dessa certeza, construir mais em menor tempo, com custos previsíveis, sem comprometer a qualidade e a sustentabilidade ainda é um desafio gigante para a construção civil.


A produtividade na construção civil se relaciona com a melhor forma de utilizar os recursos disponíveis. Ou seja, significa desenvolver estratégias que permitam usufruir melhor do espaço físico, das ferramentas, dos insumos, dos processos de transporte e, também, das técnicas de gerenciamento e, claro, da mão de obra. Por isso, quando uma empresa de construção investe em materiais de qualidade e tecnologia, ela percebe um impacto nos custos e na velocidade da obra e ganhos com otimização de produtividade. Entretanto, a construção está entre os setores menos digitalizados do mundo, de acordo com o índice de digitalização do MGI.


Globalmente, o crescimento da produtividade do trabalho na construção foi em média de apenas 1% ao ano nas últimas duas décadas, em comparação com o crescimento de 2,8% para a economia mundial total e 3,6% no caso da indústria. É o que aponta o estudo Reinventing construction through a productivity revolution, da McKinsey & Company. Em uma amostra de países analisados, nos últimos dez anos, menos de um quarto das empresas de construção igualou o crescimento da produtividade alcançado nas economias em que trabalham. Se a produtividade do setor de construção alcançasse a da economia total - e pode - isso aumentaria o valor agregado do setor em cerca de US$ 1,6 trilhão, acrescentando cerca de 2% à economia global, ou o equivalente a cerca de metade da a necessidade de infraestrutura do mundo.



E quando falamos em tecnologia, vale lembrar que ela está mudando o cenário de muitos setores da economia, e a construção civil não é exceção. O avanço tecnológico tem incentivado a inovação no setor, trazendo novas soluções projetadas para aumentar a produtividade, melhorar a funcionalidade dos materiais e oferecer opções mais amplas para toda a cadeia produtiva. A McKinsey & Company mostrou que o investimento em tecnologia na construção dobrou na última década. Em diversos países, ela já é a principal aliada do setor.


Muitas companhias estão integrando a tecnologia em seus processos diários, procurando parceiros que ofereçam ferramentas intuitivas e modernas para permanecerem competitivas e aumentar a receita. O uso de softwares ERP, BIM, Big Data, concreto industrializado, entre outras inovações, tem proporcionado redução de custos, controles mais eficientes e acompanhamento de processos que envolvem diversas equipes, etapas, logísticas e fornecedores.



Só para ilustrarmos: em um projeto de túnel nos Estados Unidos que envolveu quase 600 fornecedores, a construtora criou uma solução de plataforma única para licitação e gerenciamento de contratos. Isso economizou mais de 20 horas de tempo da equipe por semana, reduziu o tempo para gerar relatórios em 75% e acelerou as transmissões de documentos em 90%. Em outro caso, um projeto ferroviário de US$ 5 bilhões economizou mais de US$ 110 milhões e aumentou a produtividade usando fluxos de trabalho automatizados para revisões e aprovações.*


Fatores impactam na produtividade na construção civil


Como mencionamos anteriormente, a tecnologia tem um papel fundamental para melhorar os índices de produtividade na construção civil. Entretanto, engana-se quem pensa que a produtividade está ligada apenas ao canteiro de obras e ao momento da execução do projeto. Se todos os departamentos da sua empresa não acompanham o crescimento e eficiência do canteiro, alcançar bons índices de produtividade se torna uma tarefa mais distante. Confira outros fatores que ajudam a aumentar os índices de produtividade na construção civil!


Planejamento

É o primeiro passo antes de pôr a mão na massa. É fundamental analisar quais as dores e objetivos da sua empresa (e do seu cliente também) para definir quais estratégias adotar para a execução daquele projeto. Inclua informações como orçamento, maquinário específico, mão de obra necessária e, acima de tudo, os prazos que precisam ser cumpridos, pois só assim será possível identificar a execução das tarefas e a evolução do projeto final.


Gestão participativa

Um ambiente se torna mais produtivo quando existe a troca de informações entre líderes, colaboradores e todos os envolvidos com o projeto. Assim, diminui o número de erros por falta de comunicação, atrasos e os problemas são solucionados com rapidez. Contar com gestores familiarizados com todas as atividades e informações pertinentes à obra tornará mais fácil indicar as diretrizes necessárias para execução das tarefas.


Capacitação de mão de obra

Trabalhadores qualificados podem colaborar nas atividades de forma mais atuante e com a visão geral de todas as etapas do processo, o que possibilita a identificação de gargalos e até mesmo a melhoria para alcançar melhores resultados. Quando os colaboradores passam por uma boa capacitação, estão preparados para usar tecnologias e novas ferramentas no canteiro de obras, além de se tornarem capazes de se adaptar a situações anormais e imprevistos com rapidez.


Controle de custos

Tudo o que é necessário para uma construtora produzir envolve custos. Por isso, é fundamental que os gestores façam o controle de custos para manter a saúde financeira da empresa. O controle nos custos de produção envolve desde o número de pessoas das equipes, até a quantidade de máquinas e equipamentos necessários dentro do canteiro de obras. Além disso, o controle de custos gera uma queda nos gastos desnecessários e permite que a sua empresa identifique seus projetos com melhor relação custo/benefício.


Equipamentos de qualidade

Estar por dentro das novidades do mercado para investir em um maquinário moderno e de qualidade no canteiro de obras facilitará bastante o trabalho da sua equipe, trazendo, também, mais segurança e tranquilidade. Com os equipamentos certos para o seu negócio, não há dúvida que haverá um aumento na produtividade. E claro, lembre-se da manutenção preventiva para evitar contratempos e atrasos.


Se você gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre inovação e tecnologia no setor da construção, continue nos acompanhando aqui no blog. Siga a ConnectData também nas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn!


*Reinventing construction through a productivity revolution, McKinsey & Company.



7 visualizações
ENTRE EM

CONTATO