Buscar
  • connectdata

Dicas Para Reduzir o Tempo de Execução da Obra

Um dos grandes desafios dos gestores e diretores do setor da construção é planejar o tempo de execução de obra e, principalmente, evitar atrasos e imprevistos. Para isso, estipular os prazos corretamente é um ponto essencial, afinal, o cliente espera que seu empreendimento seja entregue na data esperada. Não importa se a obra é pequena ou grande, executá-la dentro do prazo firmado no planejamento inicial - ou antes - é o cenário dos sonhos de qualquer construtora.


Engana-se quem pensa que isso é impossível. Planejamentos bem feitos e tecnologias de gestão de obras estão aí para provar isso. Com a adoção de algumas medidas, é possível reduzir o tempo de execução de obra sem comprometer a qualidade, sem ultrapassar o orçamento e com nenhum acidente de trabalho na ficha. Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem ajudar construtoras e incorporadoras a reduzir o tempo de obra sem prejudicar o nível da entrega.


Dicas para reduzir o tempo de execução da obra


1. Faça um bom planejamento


O planejamento serve como referência durante toda a execução do projeto. É dele que parte o ponto inicial até o prazo final, com todas as fases e tarefas detalhadas. Um planejamento bem estruturado deve observar tudo o que precisa ser realizado e dividir as tarefas em serviços menores, dando prazos e metas para cada uma delas. Assim, ele serve como uma espécie de roteiro a ser seguido e pode - aliás, deve - ser consultado por todos os envolvidos no projeto, que terão mais facilidade em acompanhar as fases.


Na hora de elaborá-lo, leve em consideração alguns pontos como:


  • Faça um levantamento de todo o maquinário que será usado;

  • Elabore um cronograma completo, detalhando toda a execução da obra;

  • Defina quais os serviços que precisarão ser contratados;

  • Veja também a mão de obra necessária - quantidade, tempo de contrato e etc;

  • Pense em como será feito o gerenciamento do canteiro de obras, assim como o descarte ou reciclagem de resíduos;

  • Preocupe-se com o local de armazenagem de materiais e insumos;

  • Busque a regularização da construção de acordo com as leis locais;

  • Faça um plano orçamentário detalhado tendo como base o que está disponível para aquele empreendimento.


2. Invista em bons projetos


Embora seja algo indispensável, acredite: ainda existem obras que não possuem um projeto estruturado para a execução da obra. E, se mesmo com os documentos, ainda ocorrem erros, imagine sem eles para auxiliar a mão de obra… Logo, para que a execução da sua obra possa acontecer sem grandes problemas e, claro, dentro do prazo, invista no desenvolvimento de bons projetos, pois quanto mais completos eles forem, menor será o número de improvisos, decisões de última hora e gambiarras na obra.



Para um empreendimento imobiliário, por exemplo, geralmente são necessários projetos como:


  • Projeto Legal - é o que detalha a construção do ponto de vista legal e tem como objetivo demonstrar para a prefeitura que o empreendimento está de acordo com as normas e exigências estabelecidos pela legislação municipal, estadual e federal (como taxa de ocupação, área construída, coeficiente de aproveitamento, recuos, índices de iluminação e ventilação, áreas mínimas, permeabilidade, e etc).


  • Projeto Estrutural - descreve como deve ser executada a estrutura do edifício. O engenheiro responsável por elaborá-lo deve analisar a planta baixa, a resistência do solo e todas as cargas para chegar ao cálculo das fundações e estruturas necessárias para manter o empreendimento de pé.


  • Projeto Arquitetônico - são os desenhos técnicos que descrevem como será a casa, o prédio, o condomínio e etc. Além disso, ele detalha todos os materiais e cores de tintas, forros, esquadrias, rodapés, distâncias e iluminação, por exemplo, traduzindo como deve ser o “produto final”.


  • Projeto Hidráulico - este é o documento que detalha os sistemas de reservação, distribuição, coleta e destinação de água fria, água quente, esgoto e drenagem de águas pluviais.


  • Projeto Elétrico - é o que determina como serão os circuitos elétricos e seus componentes, como tomadas, interruptores, luminárias e ar condicionado. Além de especificar também o quadro de distribuição com todos os seus disjuntores.


Estes são alguns dos projetos indispensáveis para a maioria dos empreendimentos. Porém, lembre-se que deve ser levado em conta o que será construído e quais projetos específicos serão necessários para que a obra seja executada da melhor forma. Todos esses documentos são feitos por profissionais capacitados através de estudos e análises detalhadas e devem ser consultados durante toda a obra.


3. Dedique um tempo à contratação da mão de obra


Embora a construção civil passe por um momento desafiador quando o assunto é mão de obra qualificada, a contratação deve continuar sendo uma tarefa bem executada. Por isso, depois de se dedicar ao desenvolvimento de um bom planejamento, não faz sentido ter uma equipe de colaboradores desqualificada que não conseguirá cumprir o que foi previsto.


Busque informações sobre quais são as competências necessárias para a execução daquela obra, e veja se é melhor ao projeto a contratação de terceirizados ou não. Se você almeja reduzir o tempo da obra, dedique-se à procura de uma boa equipe, afinal, uma mão de obra capacitada é essencial para evitar retrabalhos, garantir que as fases da obra sejam realizadas corretamente e os prazos alinhados sejam cumpridos.


4. Escolha bem os fornecedores


Um dos pontos essenciais para um bom fluxo na obra, é ter uma cadeia eficiente de fornecedores. Contar com fornecedores que não cumprem prazos e atrasam suas entregas é um grande entrave para que a obra seja interrompida e, consequentemente, finalizada fora do prazo pré estabelecido. Assim, tenha contato com fornecedores confiáveis para ter a certeza de que o canteiro não passará por escassez de insumos. Alimente a obra com todos os materiais necessários e reponha assim que for preciso. Ah, e é muito importante pesquisar e buscar referências no mercado.


5. Invista em um software de gestão de obras


Felizmente, a inovação já chegou até a construção civil! Os softwares disponíveis no mercado são produzidos por arquitetos de softwares, programadores e engenheiros de softwares especializados em gerar soluções que facilitam o dia a dia de construtoras e gestores de obras. E, se você tem interesse em reduzir o tempo de execução de obras da sua empresa, essa é uma ótima opção.


A ConnectData foi a primeira empresa brasileira a oferecer uma solução IoT (Internet das Coisas) de rastreamento para o setor da construção e seus sensores rastreiam e monitoram a movimentação e disponibilidade de materiais, equipamentos e colaboradores durante todo o ciclo da obra. Além da solução em rastreamento de materiais e equipes, nós também oferecemos soluções com Inteligência de Dados e com a modelagem BIM (Building Information Modeling).


Se você quer ficar por dentro das principais novidades na construção civil, continue nos acompanhe por aqui no blog, no Facebook, Instagram e Linkedin.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo