top of page
Buscar
  • Mariana Preti

Tendências tecnológicas na indústria farmacêutica em 2024

No contexto atual, a indústria farmacêutica enfrenta uma transformação digital sem precedentes. À medida que a tecnologia da informação (TI) se torna cada vez mais integrada a este setor, aproveitar as capacidades técnicas mais recentes e as práticas de design torna-se essencial. 


Projeções atuais estimam que os investimentos da indústria da saúde em transformação digital ultrapassarão 250 bilhões de dólares até 2033. Este movimento é impulsionado não apenas pela necessidade de inovação, mas também pela demanda por eficiência na produção e distribuição de medicamentos, melhorando assim a experiência do paciente e mantendo a competitividade no mercado.


Na CD, entendemos a importância da difusão de informações sobre o presente momento do mercado e como a tecnologia o está transformando, por isso destacamos a importância de abraçar o desenvolvimento tecnológico também na indústria farmacêutica, seguindo as tendências no uso de plataformas de próxima geração para o aprimoramento do desenvolvimento de drogas e a gestão de ensaios clínicos, por exemplo, dentre tantas outras que veremos a seguir. 


A inovação tecnológica, neste cenário, inclui desde a inteligência artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT) como também aprendizagem de máquina (ML), terapêutica digital, tecnologia em nuvem, big data, treinamento digital, medicina de precisão, tecnologia blockchain e análises avançadas. 


Essas tendências não apenas prometem revolucionar a maneira como os medicamentos são desenvolvidos e distribuídos, mas também como os pacientes interagem com os tratamentos e acessam informações sobre sua saúde.


A IA e a ML, em particular, estão se tornando cada vez mais proeminentes, com o mercado global de IA em saúde previsto para atingir 208,2 bilhões de dólares até 2030, segundo Andrii Horiachko, Co-Founder da Softermii. 


Essas tecnologias oferecem potencial significativo para análise de dados e previsões, processando informações de maneira mais rápida e precisa do que os trabalhadores de laboratórios farmacêuticos. Isso permite uma melhoria na eficiência e qualidade da fabricação de medicamentos.


Além disso, a terapêutica digital e a medicina de precisão prometem tratamentos mais personalizados e eficazes, reduzindo ou até eliminando a necessidade de medicamentos em certos casos.


Já a tecnologia em nuvem e o big data possibilitam análise de dados mais eficiente, segurança da informação aprimorada e a capacidade de escalar operações para armazenar grandes quantidades de dados dos pacientes.


O treinamento digital assegura que os trabalhadores farmacêuticos estejam a par das últimas inovações, enquanto a tecnologia blockchain promete maior segurança e transparência, combatendo medicamentos falsificados e de baixa qualidade. As análises avançadas, utilizando AI, ML, big data e tecnologias em nuvem, facilitam conclusões mais precisas sobre a eficácia dos medicamentos e seus efeitos colaterais.


Assim como tantas outras em nosso tempo, a indústria farmacêutica está no limiar de uma era digital que promete transformar radicalmente todos os aspectos de sua operação. Da pesquisa e desenvolvimento à interação com os pacientes, a tecnologia oferece ferramentas poderosas para melhorar a eficiência, segurança e personalização no tratamento de doenças. 


À medida que essas tendências tecnológicas continuam a evoluir, a capacidade da indústria de se adaptar e aproveitar essas novas oportunidades será crucial para seu sucesso futuro. As tendências tecnológicas na indústria farmacêutica para 2024 apontam objetivamente para um cenário em plena ebulição, impulsionado por uma combinação de inovação tecnológica, mudanças demográficas significativas como o envelhecimento populacional e a constante introdução de novos produtos. 


Com o mercado farmacêutico projetado para crescer cerca de 9,7% em 2024, segundo relatório da IQVIA, os players da indústria se preparam para navegar em um ambiente repleto de oportunidades e desafios.


A utilização de Evidências do Mundo Real (RWE) em complemento aos ensaios clínicos tradicionais é uma das inovações mais promissoras, permitindo uma análise de dados mais segura e ágil sobre o uso de medicamentos pelos pacientes. Este avanço tem o potencial de transformar o ciclo de vida dos produtos farmacêuticos, desde a pesquisa e desenvolvimento (P&D) até a fase pós-comercialização.


No entanto, a indústria enfrenta desafios significativos, incluindo a competição acirrada com produtos genéricos e biossimilares, além da pressão por redução de custos e adaptação a mudanças regulatórias. Ainda assim, a perda de exclusividade de medicamentos patenteados representa uma janela de oportunidade para a inovação e lançamento de novos produtos.


O Brasil, em particular, está posicionado para se tornar um dos cinco maiores mercados farmacêuticos globais, ultrapassando a França, impulsionado pelo aumento na demanda por medicamentos biológicos, medicina de precisão, e pela digitalização dos serviços de saúde. Essa ascensão reflete o potencial de crescimento e a importância estratégica do mercado brasileiro no cenário mundial.


O desenvolvimento de medicamentos está se tornando cada vez mais eficiente com a adoção de tecnologias de inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (ML). Essas tecnologias estão revolucionando o setor, permitindo a identificação de novos alvos terapêuticos, otimização de moléculas e redução dos tempos e custos associados aos ensaios clínicos. 


Startups inovadoras, como BenevolentAI, Recursion Pharmaceuticals e Healx, exemplificam como o uso de big data e IA pode acelerar o desenvolvimento de tratamentos para doenças graves e raras.


A tendência de medicamentos personalizados, baseados em análises de big data, destaca a mudança em direção a uma abordagem mais personalizada e eficaz na medicina. Esta abordagem é especialmente relevante em terapias gênicas personalizadas, que prometem revolucionar o tratamento de doenças raras mediante medicamentos adaptados ao DNA do paciente.


A implementação do plano Nova Indústria Brasil pelo governo federal visa fortalecer o setor produtivo nacional, incluindo a indústria farmacêutica, aumentando a produção nacional de insumos farmacêuticos ativos (IFAs) e estimulando a inovação e a pesquisa. Além disso, a reformulação do Programa Farmácia Popular busca ampliar o acesso a medicamentos essenciais, priorizando produtos fabricados no Brasil.


Outro aspecto notável é a evolução na vacinação, com avanços significativos nas vacinas de mRNA e novos métodos de aplicação, como vacinas em spray nasal, que prometem maior eficácia, segurança e conveniência para doenças respiratórias.


O varejo farmacêutico online continua a crescer, impulsionado pela conveniência e pela demanda por medicamentos e produtos de saúde na internet. Esta tendência é acompanhada pelo avanço da farmácia clínica no Brasil, transformando farmácias em centros de saúde que oferecem uma variedade de serviços clínicos.


Tantas inovações tecnológicas demandam mudanças estratégicas. As empresas que se adaptarem a este ambiente dinâmico e explorarem efetivamente as novas tecnologias, especialmente no contexto brasileiro, estarão bem posicionadas para liderar no cenário global. É o caso do nosso parceiro Novo Nordisk , em que desenvolvemos uma estratégia de desenvolvimento tecnológico que gerou resultados surpreendentes. 


Novo Nordisk  e CD: sucesso na implementação tecnológica na indústria farmacêutica


Em um cenário onde a inovação tecnológica se faz cada vez mais presente e necessária, a adaptação e a implementação estratégica de novas tecnologias são fundamentais para as empresas que desejam se destacar no mercado global, e nosso parceiro apostou nas tendências e hoje se destaca como um exemplo de como a tecnologia pode revolucionar os processos internos, gerando eficiência, redução de custos e, sobretudo, um diferencial competitivo no mercado.


A Novo Nordisk  enfrentava um desafio comum a muitas empresas no setor de produção: o controle efetivo de seus processos de autoclave, o consumo de materiais e a gestão do estoque.


A complexidade dessas operações demandava uma solução inovadora que pudesse não apenas simplificar, mas também otimizar todo o processo. Foi nesse contexto que desenvolvemos em parceria um protótipo avançado para o rastreamento dos materiais, transformando completamente a forma como a Novo Nordisk  gerencia seus recursos.


A estratégia de desenvolvimento tecnológico adotada envolveu a criação de um sistema integrado que abrangesse todas as etapas do processo, desde o cadastramento dos materiais, passando pela sua leitura no processo de autoclave, até o controle de armazenamento e gestão do estoque. 


O sistema gerou inventários automatizados, agregando valor significativo através do controle de validade dos lotes e implementação do processo de FIFO (First In, First Out), minimizando perdas e retrabalhos.


Um dos aspectos mais inovadores desta solução foi a gestão visual oferecida por tabelas e dashboards interativos. Essa funcionalidade permitiu à equipe da Novo Nordisk  ter uma visão clara e atualizada do estado do estoque, das saídas de estoque e das datas de validade dos kits que passaram pelo processo de autoclave. 


Com isso, foi possível realizar um acompanhamento preciso e eficiente, garantindo que decisões pudessem ser tomadas de maneira rápida e informada.


O sistema também introduziu alertas específicos parametrizáveis que notificam a equipe sobre questões críticas, como estoque mínimo ou proximidade da data de validade dos produtos. Essa funcionalidade assegurou que medidas preventivas pudessem ser adotadas a tempo, evitando possíveis interrupções na produção ou no fornecimento de produtos.


O resultado dessa inovação tecnológica foi expressivo: a Novo Nordisk  experimentou um aumento significativo em sua produtividade, com melhor aproveitamento dos materiais e, consequentemente, mais resultados positivos no final do processo. 


A solução não apenas resolveu os problemas operacionais enfrentados pela empresa, mas também proporcionou uma base sólida para futuras inovações e melhorias contínuas em seus processos.


Esse case de sucesso ilustra o potencial transformador da tecnologia quando aplicada de maneira estratégica e integrada aos processos de negócios. 


A experiência da Novo Nordisk  serve como inspiração para outras empresas que buscam não apenas sobreviver, mas prosperar em um ambiente cada vez mais competitivo e dinâmico. Ao abraçar as inovações tecnológicas e adaptar-se a elas, é possível alcançar níveis de eficiência e excelência que diferenciam uma empresa no mercado global.


Marque uma conversa com a CD e vamos entender como fazer o melhor que a tecnologia pode proporcionar ao seu negócio!

13 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page