top of page
Buscar
  • Mariana Preti

Tendências tecnológicas no setor de energia para 2024

As tendências tecnológicas no setor de energia estão em foco no mercado e vão impactar fortemente a economia nos próximos anos. Neste cenário, as energias renováveis estão ganhando cada vez mais destaque no cenário global devido ao seu potencial para fornecer energia limpa e sustentável. Entre essas fontes, as solar e eólica se destacam e impulsionam transformações na maneira como produzimos e consumimos energia.


Com avanços tecnológicos contínuos, o custo das energias solar e eólica tem diminuído significativamente, tornando-as cada vez mais competitivas em relação às fontes tradicionais de energia. No Brasil, um país com um imenso potencial energético, essas tecnologias estão sendo rapidamente adotadas, aproveitando o abundante recurso solar e os ventos constantes em várias regiões.


Dados recentes indicam que o Brasil está entre os países com maior capacidade instalada de energia solar e eólica na América Latina. A capacidade instalada de energia solar fotovoltaica no país ultrapassou os 10 gigawatts (GW) em 2023, enquanto a capacidade de energia eólica chegou a mais de 20 GW, representando um crescimento significativo nos últimos anos.


Além disso, o Brasil tem investido em projetos de grande escala de energia solar e eólica, visando diversificar sua matriz energética e reduzir sua dependência de combustíveis fósseis. A Região Nordeste do país se destaca como um hub de energia eólica, aproveitando os ventos constantes que sopram ao longo da costa.


A tecnologia de armazenamento de energia também está desempenhando um papel crucial na integração eficiente dessas fontes intermitentes à rede elétrica. 


Sistemas de armazenamento de energia, como baterias de íons de lítio, estão se tornando cada vez mais viáveis economicamente, permitindo o armazenamento de energia gerada durante os períodos de pico de produção para uso posterior, quando a demanda é maior.


A crescente adoção de energias renováveis está não apenas impulsionando a transição para um futuro mais limpo e sustentável, mas também criando oportunidades econômicas e empregos no setor de energia limpa. 


Estima-se que o setor de energias renováveis empregue milhares de pessoas no Brasil, desde a fabricação e instalação de painéis solares e turbinas eólicas até a manutenção e operação de usinas.


Com uma abordagem focada em inovação e investimento em infraestrutura, o Brasil está posicionado para se tornar um líder global em energias renováveis, contribuindo para a mitigação das mudanças climáticas e para a preservação do meio ambiente para as futuras gerações.


Tendências tecnológicas no setor energia


Redes Elétricas Inteligentes (Smart Grids) e gestão de energia


As Redes Elétricas Inteligentes, conhecidas como Smart Grids, estão redefinindo o paradigma das redes elétricas tradicionais, oferecendo uma gestão mais eficiente e dinâmica da energia, enquanto reduzem perdas e melhoram a resiliência do sistema como um todo.


Transformando a infraestrutura energética


As Smart Grids representam uma evolução significativa em relação às redes elétricas convencionais. Integrando tecnologias de comunicação, controle e monitoramento em toda a infraestrutura elétrica, essas redes capacitam utilities e consumidores a tomar decisões mais informadas e precisas sobre o consumo e a geração de energia.


Gestão eficiente de energia


Uma das principais vantagens das Smart Grids é a capacidade de gerenciar a energia de forma mais eficiente. Por meio de sensores e medidores inteligentes, as utilities podem monitorar em tempo real o fluxo de energia na rede, identificando áreas de alta demanda e potenciais falhas antes mesmo que ocorram.


Redução de perdas e melhoria da resiliência


As Smart Grids também são projetadas para reduzir perdas de energia ao longo da rede. Com sistemas avançados de monitoramento e controle, as utilities podem detectar e corrigir rapidamente problemas como falhas de equipamentos ou sobrecargas, minimizando interrupções no fornecimento de energia e aumentando a resiliência do sistema como um todo.


Integração de energias renováveis e armazenamento de energia


Outro aspecto crucial das Smart Grids é sua capacidade de integrar de forma eficiente fontes de energia renovável e sistemas de armazenamento de energia. Isso permite uma melhor gestão da intermitência dessas fontes, garantindo uma transição suave para um mix energético mais sustentável e resiliente.


Benefícios para os consumidores


Além das vantagens para as utilities, as Smart Grids também trazem benefícios tangíveis para os consumidores. Com maior visibilidade e controle sobre seu consumo de energia, os usuários podem tomar decisões mais conscientes, reduzindo custos e contribuindo para a eficiência energética de forma geral.

Internet das Coisas (IoT) na gestão de energia: o futuro da eficiência energética

Assim como é crescente a implementação das Redes Elétricas Inteligentes, as Smart Grids, é crescente também a aplicação da tecnologia de Internet das Coisas (IoT). 


Esta tecnologia, que conecta dispositivos entre si através da internet, continua a moldar o futuro da eficiência energética, permitindo uma gestão ainda mais dinâmica e personalizada do consumo de energia. Já em 2018 havia mais dispositivos conectados entre si através da internet do que pessoas. 


Com a comercialização do 5G e sua popularização, as possibilidades de aplicação da tecnologia de IoT cresceram exponencialmente, de modo que toda a cadeia produtiva passou a ser mais impactada pelo seu uso, que tende a ser ainda mais transformador nos próximos anos. 


Monitoramento em tempo real: conhecendo o consumo energético


A IoT complementa as Smart Grids ao integrar dispositivos inteligentes que monitoram e controlam o consumo de energia em tempo real. Sensores estrategicamente posicionados em residências, edifícios comerciais e infraestruturas industriais fornecem dados detalhados sobre o uso de energia, permitindo uma visão abrangente do perfil de consumo de cada dispositivo.


Controle remoto e automação: otimizando o consumo


Além do monitoramento, a IoT capacita os usuários a controlar remotamente e automatizar dispositivos conectados. Através de aplicativos e plataformas de gerenciamento, é possível ajustar o funcionamento de aparelhos e sistemas elétricos para otimizar o consumo de energia. Programar horários de funcionamento, ajustar a temperatura ambiente e desligar dispositivos em standby torna-se uma tarefa simples e conveniente.


Análise de dados e machine learning: inteligência na gestão energética


A análise dos dados coletados pela IoT, combinada com técnicas avançadas de machine learning, possibilita uma gestão energética ainda mais inteligente. Essa inteligência na análise de dados permite identificar padrões de consumo, prever demandas futuras e recomendar ações para maximizar a eficiência energética, contribuindo assim para uma gestão mais sustentável dos recursos energéticos disponíveis.


Benefícios: economia real  e sustentabilidade


Os benefícios da IoT na gestão de energia são evidentes e abrangentes. Além da redução dos custos operacionais e da melhoria da eficiência energética, a utilização de dispositivos IoT contribui para a sustentabilidade ambiental ao minimizar o desperdício de recursos e reduzir as emissões de carbono associadas ao consumo de energia.


Perspectivas futuras: expansão e integração


À medida que a IoT continua a evoluir, espera-se uma expansão ainda maior de sua aplicação na gestão de energia. A integração contínua de dispositivos inteligentes em redes elétricas mais amplas, juntamente com avanços em tecnologias de comunicação e segurança, promete criar um ecossistema energético ainda mais conectado, inteligente e sustentável.

Blockchain: a tecnologia que garante segurança máxima


A tecnologia de Blockchain não é exatamente nova, mas está sendo cada vez mais aplicada na indústria de energia, permitindo transações peer-to-peer de energia renovável de forma segura e transparente.


Blockchain proporciona uma plataforma descentralizada e imutável, onde transações de energia podem ser registradas de forma transparente e segura, garantindo a autenticidade e rastreabilidade das operações. Isso abre caminho para novos modelos de negócios, como microgrids comunitários e negociação direta de energia entre produtores e consumidores.


Ao integrar o Blockchain na indústria de energia, estamos construindo uma infraestrutura mais resiliente e eficiente, que promove a descentralização e a democratização do acesso à energia renovável. Com essa tecnologia, estamos pavimentando o caminho para um futuro energético mais sustentável e transparente.


A junção orquestrada e planejada destas tecnologias cria possibilidades de desenvolvimento de processos e aplicações, e a CD entende perfeitamente como equilibrar o uso de cada uma delas na construção do planejamento estratégico que você precisa para se manter competitivo neste cenário de constante evolução tecnológica e melhor aproveitamento dos recursos naturais. 


28 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page