Buscar
  • connectdata

Cidades Inteligentes: A Tecnologia A Favor do Desenvolvimento Urbano Sustentável



As cidades inteligentes devem atrair cada vez mais investimentos nos próximos anos. A estimativa é que o mercado atinja um faturamento de US$ 2,118 trilhões até 2024. Os dados são da Technavio, empresa de consultoria e pesquisa tecnológica.

O levantamento divulgado em 2021 projeta um crescimento anual de 23% nos próximos quatro anos, sendo puxado principalmente pelas áreas de governança inteligente. Mas o que são cidades inteligentes?

As cidades inteligentes ou smarts cities – no termo original em inglês – são cidades que utilizam a tecnologia para melhorar a eficiência dos serviços à população, levando em consideração a preservação dos recursos naturais. Um dos principais objetivos de uma smart city é promover o crescimento econômico local em paralelo à qualidade de vida por meio da implementação de uma “cultura data driven”, isto é, orientada por dados.

De acordo com o Cities in Motion Index, do IESE Business School na Espanha, ex

istem nove indicadores de inteligência nas cidades: governança, administração pública, planejamento urbano, tecnologia, meio-ambiente, conexões internacionais, coesão social, capital humano e a economia.


Características De Uma Smarty City

Uma smart city nasce de forma planejada ou pode ser adaptada de maneira gradativa em locais desenvolvidos. Entre as principais características, destacam-se:

Infraestrutura baseada em tecnologia A tecnologia pode ser aplicada às cidades de várias formas, otimizando o uso de água e energia, por exemplo. A finalidade é facilitar o acesso da população a diferentes serviços.

Transporte público de qualidade

Além de melhorar a qualidade de vida dos habitantes, um transporte público inovador contribui com a preservação do meio ambiente. Isso porque reduz o número de carros nas ruas e, consequentemente, a emissão de CO2 na atmosfera.


Gestão inteligente de resíduos sólidos

Não dá para falar em cidade inteligente sem considerar a forma como os resíduos são tratados, afinal, eles são gerados diariamente pela população e precisam ter uma destinação correta. Por isso, é necessário investir em iniciativas para melhorar a relação dos habitantes com o lixo, principalmente quando tais resíduos não podem ser reciclados.


Aproximação entre a gestão pública e a população

O objetivo é facilitar a comunicação entre gestores públicos e cidadãos. Um bom exemplo é o uso de aplicativos para solicitação de serviços às prefeituras. A vantagem é que as pessoas podem enviar suas demandas de maneira muito mais rápida e prática.

Iniciativas ambientais

Uma cidade sustentável é aquela que oferece melhores condições para as pessoas sob diversos aspectos, entre os quais o ambiental. O objetivo é promover cada vez mais ações como diminuição do CO2 na atmosfera, gestão adequada de resíduos (conforme citado), menor gasto energético e consumo de água, entre outras.


A Tecnologia Nas Smarts Cities

O uso da tecnologia a serviço dos cidadãos e dos negócios é um dos principais conceitos que orientam as cidades inteligentes. E por mais que elas já sejam uma realidade em alguns lugares, a expectativa é que a combinação de tecnologias como a Internet das Coisas (IoT), a Inteligência Artificial (IA) e a chegada do 5G viabilizem ainda mais a digitalização e o desenvolvimento sustentável dos grandes centros urbanos.


Isso porque nas smarts cities são utilizados diversos softwares e redes de comunicação em conjunto com a IoT. A ideia é unir conectividade e inteligência para fazer a integração de dispositivos físicos entre si, potencializando a mobilidade tecnológica como um todo.


Uma vez que as informações são coletadas pelos dispositivos, elas são armazenadas em nuvem (cloud computing) Da mesma forma, muitos dos dispositivos de IoT se utilizam da tecnologia edge computing. Isso garante que apenas as informações mais relevantes sejam entregues na rede de comunicação, enquanto a maior parte do processamento de dados é feita localmente, priorizando a eficiência e a agilidade.

Além de serviços, a intenção é que, por meio da tecnologia, as cidades inteligentes otimizem ainda mais medidas relativas à segurança. Monitoramento de áreas com alto índice de criminalidade e uso de sensores que permitam antecipar eventos climáticos, como enchentes, por exemplo, são algumas dessas ações, entre outras mais.


21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Há 59 anos, o lendário Hanna Barbera exibia o primeiro episódio do desenho animado “Os Jetsons" – família que vivia em 2062, com todas as facilidades do futuro tecnológico. Os carros eram voadores, o