Buscar
  • connectdata

Como a loT Pode Aumentar a Produtividade na Construção Civil?

Um estudo feito pela McKinsey, divulgado em 2021, avaliou 100 megaprojetos no país e identificou os gargalos que impedem a construção civil brasileira de alcançar níveis de produtividade semelhantes aos de países mais desenvolvidos. De acordo com o levantamento feito pela consultoria, 80% deles tiveram aumento de custos e atrasos de quase 20 meses no cronograma de entrega da obra.


Kevin Nobels, um dos responsáveis pela pesquisa, destacou que a produtividade na construção civil brasileira tem potencial para melhorar 50%, desde que adotadas boas práticas, novos conceitos e investimentos em tecnologia. As medidas sugeridas para reverter o cenário são: reforma das regras e aumento na transparência; reforço no quadro contratual; melhoria nos processos de design e engenharia; melhoria na aquisição e gerenciamento da cadeia de suprimentos; treinamento e capacitação de profissionais e, principalmente, adesão à tecnologia digital.


O grande desafio é construir mais em menor tempo, com menor custo, sem comprometer a qualidade do projeto e o meio ambiente. Nesse sentido, o emprego das tecnologias digitais é o que fará a diferença ao setor. O uso da Internet das Coisas (loT) é a principal, e dela dependem as demais.


loT Em Números

Dispositivos conectados são cada dia mais comuns na vida das pessoas e na operação de empresas de todos os setores. Pesquisa divulgada pela Cisco estima que a IoT irá movimentar cerca de US$ 19 trilhões até 2023, em um cenário em que a América Latina será responsável por US$ 860 bilhões e o Brasil US$ 352 bilhões.


Com a aprovação da lei que promove incentivos à Internet das Coisas – em vigor desde o dia 1º de janeiro de 2021 – estes números serão muito maiores nos próximos anos. Segundo o Ministério das Comunicações, a expectativa é que a medida aqueça o mercado, torne a tecnologia mais barata, traga investimentos ao Brasil e gere mais de 10 milhões de empregos.


A intenção é facilitar cada vez mais a vida dos usuários e clientes, tornando o uso de dispositivos mais simples para ampliar a automação de tarefas do dia a dia, em vários setores da indústria, entre os quais a construção civil.

Benefícios da loT na Construção Civil


A aplicação do IoT na construção civil vem revolucionando a gestão de obras graças à vasta possibilidade de aplicação na coleta de dados e troca de informações em nuvem. Entre as vantagens, podemos destacar:

  • Gestão da Obra

Pode ser utilizada para o acompanhamento remoto de todas as etapas e tarefas previstas no empreendimento. Desde a produtividade dos colaboradores no canteiro de obras ao uso de equipamentos. O melhor é que o monitoramento ocorre em tempo real.

  • Uso de Werables para EPIs

O objetivo é maximizar a proteção dos colaboradores no canteiro de obras. Localizados nas roupas dos profissionais, eles transmitem informações individuais, como, por exemplo, temperatura e sinais vitais. Estes sensores enviam sinais de alerta importantes, no caso de perigo.

  • Facilidade Logística

A loT possibilita o monitoramento de cargas em tempo real, pois os caminhões são conectados. Evita-se com isso longo tempo de espera, melhorando assim o planejamento.

  • Rastreamento de Materiais

Entrada e saída de materiais monitorada em tempo real, o que evita quaisquer desperdícios.

  • Impressora 3D

A impressão 3D, em suas diversas modalidades, é uma tecnologia voltada à prototipagem e à construção de objetos e edifícios a partir de informações fornecidas por um modelo digital.

  • BIM

Os benefícios proporcionados pela metodologia BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) são muitos e dependem dos usos e propósitos que se pretende para o modelo. Entre muitas vantagens, permite a participação de todos os projetistas envolvidos no projeto, com acompanhamento em tempo real das demandas.


Os avanços tecnológicos citados acima permitem que a indústria da construção civil avance na busca por produtividade, qualidade e sustentabilidade. Mais do que isso, o uso das novas ferramentas digitais, sem dúvida, é fator preponderante para a sobrevivência da maior parte das empresas num mercado cada vez mais competitivo.


55 visualizações0 comentário